sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Leandro Quadros e a apologética de periquito

Leandro Quadros, o famoso apologista adventista, postou um vídeo no Youtube classificando os apologistas brasileiros de “papagaios”, pois os tais repetem, segundo ele, apenas o que outros já escreverem, sem examinar as fontes primárias. 

Posto algumas notas sobre esse vídeo aqui, mostrando como Leandro Quadros não foi muito feliz:

1º) Críticos adventistas usar argumentos de outros é papagaio, mas pelo que consto o Leandro Quadros também usa argumentos de Francis Nichol, Questões Sobre Doutrinas, etc.
·         No caso dos apologistas adventistas pode?

2º) Leandro Quadros disse que repetir argumentos de outros é uma forma de ser papagaio, mas depois ele mesmo disse que precisa se embasar na opinião de outros - no caso citar notas de Genebra?
·         No caso dos apologistas adventistas pode?

3º) A interpretação sobre Azazel tem mesmo semelhança nesses autores no assunto mais febril do tema: 

por fim o diabo vai ser punido pelos pecados do crentes justificados e salvos por Cristo? Esse assunto é defendido por todos esses citados em Questões?

4º) O autor das notas do livro Questões disse que os delegados adventistas manipularam informações, eles são assim tão confiáveis?
·         No caso dos apologistas adventistas pode?

5º) Os adventistas "possuem todas as fontes primárias” que são citadas nos livros ou sites de apologética adventista? Eles possuem todas as fontes primárias daqueles que o Adventismo critica como Babilônia?
·         No caso dos apologistas adventistas pode?

6º) Nem Ellen White menciona ou dá crédito a Samuel Snow (Veja AQUI) na sua versão do movimento profético Milerita, a não ser breves menções de “Miller e seus companheiros”. 

Ela era desinformada ou omitiu para fazer com que o seu “profeta Eliseu=Miller”, "o homem da vassoura", 'guiado por anjos em suas interpretações', de fato recebesse o crédito do “clamor da meia noite”? 

Seria essa apologética adventista uma apologética de periquito, fazendo muito barulho e sujeira?


***************************
Assista o vídeo de Leandro Quadros:





quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Edson Reis: A Torre de Vigia e sua presunção profética

DESAFIO OS APOLOGISTAS DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ, A ASSISTIREM E REFUTAREM ESSE VÍDEO!

E AOS QUE ESTÃO COMEÇANDO A ADENTRAREM NESSA SEITA, QUE VEJAM ATENTAMENTE E CLAMEM A CRISTO, POR LUZ E SALVAÇÃO, E SE LIVREM DESSA SEITA!


terça-feira, 21 de novembro de 2017

terça-feira, 14 de novembro de 2017

As "varias gerações de 1914" do Corpo Governante das Testemunhas de Jeová


1
A Torre de Vigia ensinava que a duração de uma geração seria de 70 ou 80 anos – A Verdade Que Conduz a Vida Eterna, página 95; Está Próximo a Salvação do Homem da Aflição Mundial, página 7; A Sentinela 1/5/1968, página 271.
2
Alguns da geração de 1914 verão o fim do sistema de coisas e sobreviverá a ele. – Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra, página 154.
3
Afirmavam que o Fim seria em nosso século vinte – As Nações Terão de Saber Que eu Sou Jeová, página 200.
4
Os que tinham 15 anos em 1914, eram os que faziam parte da geração que não passaria – Despertai! 22/4/1969, páginas 13 e 14.
5
Os que tinham 10 anos em 1914, eram os que faziam parte da geração que não passaria – A Sentinela 15/4/1981, página 32.
6
A geração não são os bebês que viviam em 1914, mas os seguidores de Cristo – A Sentinela 15/1/1979, página 32.
7
Os Bebês que viviam em 1914, eram os que faziam parte da geração que não passaria – A Sentinela 15/11/1984, página 5.
8
Depois o Corpo Governante disse: O termo "geração", conforme usado por Jesus, refere-se principalmente a pessoas contemporâneas dum certo período histórico, com as características identificadoras delas. – A Sentinela 1/11/1995, página 17, parágrafo 6.
"Esta geração" parece referir-se aos povos da terra que veem o sinal da presença de Cristo, mas que não se corrigem. – Idem página 19, parágrafo 12.
9
Agora o ensino do Corpo Governante é o seguinte: Entendemos que, por mencionar "esta geração", Jesus estava se referindo a dois grupos de cristãos ungidos. O primeiro grupo é composto de irmãos que estavam vivos em 1914 e que discerniram prontamente o sinal da presença de Cristo naquele ano. Eles não pertenciam a esse grupo apenas por estarem vivos em 1914, mas por terem sido ungidos por espírito como filhos de Deus naquele ano ou antes. — Rom. 8:14-17.
O segundo grupo incluído em "esta geração" são ungidos contemporâneos dos membros do primeiro grupo. Eles não estavam simplesmente vivos no mesmo período que os membros do primeiro grupo, mas foram ungidos com espírito santo na época em que os do primeiro grupo ainda estavam na Terra. Assim, nem todo ungido hoje está incluído em "esta geração" mencionada por Jesus. Atualmente, os que formam o segundo grupo estão com idade avançada. Mas as palavras de Jesus em Mateus 24:34 nos dão confiança de que pelo menos alguns ‘desta geração de modo algum passarão’ antes de verem o início da grande tribulação. Isso deve aumentar nossa convicção de que falta pouco tempo para o Rei do Reino de Deus destruir os perversos e trazer um novo mundo de justiça. – A Sentinela 15/1/2014, página 31.
10
A Torre de Vigia atribui a falsa profecia da geração de 1914 a Jesus e a Jeová - A palavra profética de Jeová mediante Cristo Jesus diz: "Esta geração [de 1914] de modo algum passará até que todas estas coisas ocorram" (Lucas 21:32) E Jeová, que é a fonte de profecias inspiradas e infalíveis, fará com que as palavras de seu filho se cumpram num prazo de tempo relativamente curto.  A Sentinela 15/11/1984, páginas 6 e 7.
 Autor: Luiz Bezerra



sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Pr Joaquim de Andrade destroça adventistas em entrevista - Fantástico!!!

Quando dizemos que as conversas dos adventistas são dúbias, dissimuladas, tem gente que não acredita. 
Veja o Pastor e Apologista, Joaquim de Andrade conversando com alguns adventistas, e como os cerca a respeito de "irmãos em outras denominações" - o rapaz flutua em afirmações que claramente tenta ofuscar o obvio - a denominação adventista é exclusivista!!! Depois o Pr Joaquim explora o assunto que certamente eles não esperavam - guardam o sábado mesmo?
Até que por fim a reação de um whiteano é um pouco abrupta o Pr Joaquim sabiamente os deixa. 
Cada vez mais, a máscara dessa seita vai cair no Brasil, em Nome do Senhor Jesus!!!




quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Vídeo: Por que as Testemunhas de Jeová pregam de casa em casa?

O que motiva o trabalho das Testemunhas de Jeová? Eu publiquei isso AQUI no blog, e agora em forma de vídeo veja algumas observações


sexta-feira, 3 de novembro de 2017

'Sou evangélico, mas estou pensando em me tornar Adventista.'

A ampla divulgação do caráter proselitista e sectário adventista tem avançado positivamente no Brasil. Isso, porém, não tem sido necessariamente mais eficaz que o uso que eles fazem da TV. Embora creio que sempre que alguém começa a cair no engano adventista, ele vai investigar, e lá ele encontra informações aos montantes na internet, trazendo elucidações a respeito da teologia de seita, ainda assim, o trabalho proselitista adventista tem continuado fortemente. No entanto, denominações cristãs, líderes de renome, e institutos apologéticos, tem se posicionado a respeito do caráter herege adventista. Creio que mais uns 5 anos, de amplo trabalho e divulgação, voltaremos a equacionar essa situação e aos crentes das igrejas olharam para a Igreja Adventista do Sétimo Dia como olham para os Mórmons e Testemunhas de Jeová – com diferenças, é obvio, mas todas seitas.

No caso da IPB, foi significativo um vídeo do Reverendo Augustus Nicodemus (o principal teólogo presbiteriano e hoje vice presidente do Supremo Concílio da IPB) apresentando seu posicionamento de que a IASD é uma seita. Na IPB, ainda posso mencionar Ageu Magalhães, Leandro Lima, Solano Portela, entre vários e vários outros pastores que conheço, que compartilham de que a IASD é uma seita. Pelo menos, a maior igreja reformada do Brasil hoje, a IPB, não tem comunhão cristã com a IASD. Cabe dizer que a Assembleia de Deus, a maior igreja pentecostal e evangélica do Brasil, também compartilha da perspectiva que a IASD é uma seita, em especial na pena do Teólogo Esequias Soares. Destaco ainda, o conhecido livro Desmascando as Seitas, da editora CPAD de autoria de dois conhecidos apologistas – Paulo Romeiro, e o agora com o Senhor, Pr Natanael Rinald – ícone da apologética brasileira. Menciono ainda a ampla força do CACP, bem como de outros nomes como Joaquim de Andrade, Elias Soares, entre outros.

Pois bem, caso você esteja pensando em ser adventista, e em especial, já era crente em alguma igreja cristã, leia com atenção essa postagem. Embora você foi engodado pela boa cara adventista (o poder de marketing), estava aí decepcionado com sua igreja, ou mesmo teve pouca instrução bíblica, e provavelmente teve dificuldades para entender o assunto sábado – é nesse assunto que muitos acabam tropeçando – você aceitou um curso e agora já se envolveu ao no ambiente dessa igreja. Algumas coisas parecem fazer sentido, mas você está incomodado com algo – a Crença em Ellen White. Certo?

Ok. Vamos lá. Se continuar avançando nos burgos adventistas, você pensa que poderá manter uma reserva (mesmo que no íntimo – eu já conversei com adventistas que não creem em Ellen White e nem em 1844) a respeito desse assunto, estará perpetuamente preso a um estado emocional de autonegação, fechando os olhos para as implicações na crença de Ellen White e se justificando sempre com argumentos minimizadores, justificadores ou comparativos. E sempre colocando o SÁBADO como carro chefe e justificador de estar ali na IASD. Olha, se você está convencido de guardar o sétimo dia (o que em nenhum lugar na pratica da igreja apostólica foi recomendado), eu te aconselho a ir para a IGREJA BATISTA DO SÉTIMO DIA.

Caso você decida se tornar adventista, talvez o voto batismal n. 6 te agradará, segundo o Manual da Igreja Adventista:

“Aceita os Dez Mandamentos como uma transcrição do caráter de Deus e uma revelação de Sua vontade? É seu propósito, pelo poder da presença interior de Cristo, guardar essa lei, inclusive o quarto mandamento, que requer a observância do sétimo dia da semana como o sábado do Senhor e memorial da Criação?”

Porém, o exame será se você aceita tudo. E incluirá a crença em Ellen White e como sinal da igreja remanescente, o que certamente está causando em você insônia:

8. Aceita o ensino bíblico dos dons espirituais e crê que o dom de profecia é um dos sinais de identificação da igreja remanescente?” 

“13. Aceita e crê que a Igreja Adventista do Sétimo Dia é a igreja remanescente da profecia bíblica e que pessoas de toda nação, raça e língua são convidadas a fazer parte de sua comunhão e são nela aceitas? Deseja ser membro desta congregação local da Igreja mundial?”

Quem manifesta o dom de profecia e qual a relação disso com a identidade da IASD? Veja:

As Escrituras afirmam que Ele concedeu Seu “testemunho” – “o espírito de profecia” – ao Seu fiel povo remanescente.” 

"O Espírito de Profecia na Igreja Adventista do Sétimo Dia. O dom de profecia manifestou-se ativamente no ministério de Ellen G. White, co-fundadora da Igreja Adventista do Sétimo Dia.” (Nisto Cremos, pp. 79, 301[versão em pdf])

Diante desses votos, você terá que assinar uma declaração de compromisso aceitando tais crenças. Ou você mentirá, ou viverá uma mentira, sufocando sua consciência e abraçando a apostasia. O que pode ser perigoso, perdendo assim as chances ordinárias de ser salvo finalmente, conforme nos assevera o Espírito Santo em Hb 6.4-8; 10.26-31.


Meu irmão procure pessoas para te ajudar (Rm 15.14). Entre em contato com crentes maduros, com apologistas, pastores e teólogos (Jd 22-24). Garanto a você, há provas abundantes que você estará tomando uma decisão reprovada pelo Deus que te salvou. Talvez você está até pensando que estará agradando a ele, mas não estará.